quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Ensaios, curiosidades, precalços...


Talvez o que mais gostei de fazer no vestido... as pregas do decote.

Se repararem aqui, ao contrário do que é habitual ver em moldes, primeiro fazem-se as pregas, e só depois é que se corta o tecido de acordo com o molde!

O mais engraçado é que eu já tinha pensado nesta maneira de fazer as pregas, por exemplo, para aquelas roupas simples nas quais, usando este método, podemos alterar todo o resultado final! Fica a sujestão...











O maior obstáculo foi, sem dúvida as tiras tanto do decote, como a de baixo! Com a largura original ficavam muito pequenas, logo não vestível.

Então fi-las mais largas e com parte de dentro, para não ficarem desfiadas, nem tão frágeis.

Aí me deparei com mais um problema... com esta nova grossura, a tira de baixo ficava muito larga... e pouco estética... Fi-la mais fininha, então!


Mas, ao coser a tira de baixo, ela ficava toda torta, porque a tinha cortado a direito.

Resolvi fazer, seguindo a linha do vestido, o molde para a tira de baixo... ficando mais fina que as das alças e moldando-se facilmente ao tecido azul quando fosse coser.

E ficou perfeito!

Bem... fartei-me de coser à mão! Foram as tiras (todas!) e o fecho invisível! Tudo com pontinhos minuciosos para que ficassem invisíveis.

Por último apliquei a técnica do Paco, para fazer bainhas...

9 comentários:

Cantinho da Hakathi disse...

Ana, está ficando lindo....aos poucos você vai descobrindo como fazer... e ao longo do tempo vc aprende e desenvolve novas técnicas... fico muito feliz por você!!
Ah... procure pelo pacote da "Celeste " ok?
Bjs

Tany disse...

Muito trabalho, mas está a valer a pena! Está a ficar um espanto!

Bjs

Ana Carina disse...

Pois é Ana,

Há muitas formas de fazer a mesma coisa!

Por exemplo, fazer drapeados, pode ser feito numa 1ª fase, fazer preguinhas directamente no tecido, e depois colocar o molde e cortar; e também se pode fazer o inverso, mas aí o molde tem de reflectir as pregas...

Está muito giro o vestido...coser um fecho invisível à mão...grande trabalheira! Eu fiz isso no meu modelo de prova e depois de descubrir o calcador especial para fechos invisíveis, já não quero outra coisa! Fica perfeito!

O tipo de bainha que escolheste, bainha rolinho, fica com acamentos perfeitos e é muito fácil fazer!

Beijinhos

Celina disse...

Não sabia que se podia fazer assim, as pregas no tecido antes de cortar! Estamos sempre a aprender. Estava a lembrar-me da minha capa, pus-me a inventar na bainha para chegar à conclusão que tinha de fazer de outra maneira... Mas mesmo com os faz/desfaz é uma satisfação enorme descobrir a maneira certa de fazer as coisas e no fim vê-las resultar! O vestido está lindo, e acho que as tiras ficaram perfeitas, valeu a pena esse trabalho todo.
Bjs

CORTEYGRIF disse...

Ana parabens pela paciençia de cozer o fecho invisivel à m@o,que trabalheira,quando mais nos esforçamos,mais perfeito fica o nosso trabalho!!
gostei deste modelo,o efeito preguinhas è uma tecnica que gosto muito.
feliz noite
bjs
ROSA

Ana'scloset disse...

Andreia - É isso. não se consegue aprender tudo de um dia para o outro. é preciso tempo e muita dedicação!

Tany - Desde que fique bem no final, todo o esforço é recompenado!

Ana Carina - podes crer! tudo porque quando fui à procura da peçinha para coser os fecho à máquina, achei que não era aquele bocadinho de plásticos que iria fazer a diferença, e lvavam-me um dinheirão por ele!
Para a próxima faço uma investigação e talvez o consiga comprar bem mais barato!
Quanto à bainha, eu tinha as minhas reservas porque nunca tinha experimentado, mas ficou mesmo perfeito!

Celina - Como eu te compreendo! Passo a vida a inventar quando estou a costurar, porque acho mais fácil fazer de outra maneira. Depois lá me frusto um bocadinho, desmancho e volto a fazer como deve ser. Pelo menos acabo por saber o que dá e o que não.

Corteygrif - Obrigda!Eu também fiquei apaixonada pelas preguinhas desde que fiz o top rosa!

paco peralta disse...

Ana .- Eu ainda semper esse método, o primeiro lorzas costura e, em seguida, retira o padrão. Lembro que anos atrás eu fiz um terno em que eu tinha que fazer lorzas em toda a tela, o modelo que elas necessitam. Eu vá para o próximo post, vejo que o vestido está acabado e precioso adivinhar.

Ana Carina disse...

Ana, quanto é que te pediram pelo calcador de fechos invisíveis? O meus não chegou a 10€...mas são coisas caras!

Beijinhos

Andreia Afonso disse...

Muito bonitas as tuas roupas...
Adorei
Beijinho Andreia